Aves

RED-L na prática: Novo sistema aviário para o criador de galinhas poedeiras.

4 min leitura publicado em 19 Abril 2021
RED-L

Eric Hubers (53) é presidente do departamento de granja da LTO/NOP há sete anos. Ele considera fundamental que os interesses do setor sejam representados por alguém que realmente saiba do que está falando, porque muitas vezes são assuntos complexos. Eric: “Meu lema é 'por e para os avicultores'. Afinal, você só pode representar os interesses dos avicultores bem e efetivamente se também for avicultor."

Extremamente interessante 

A presidência do departamento custa a Eric muito tempo e energia, mas ele também a acha extremamente interessante. "Você fala com governos, ONGs, organizações de direitos dos animais, e muito mais. Você vai a lugares lindos e em circunstâncias especiais. Tal como aconteceu com o último surto de H5N8: inesperadamente, sentei-me à mesa com o rei. Willem-Alexander queria saber exatamente qual era a situação atual da gripe aviária. Então é um bom trabalho, mas por causa da grande responsabilidade também é difícil. Quando Eric fala com o ministro, ele sente a pressão. "Você quer fazer isso bem porque há muito em jogo. Todo mundo está puxando você; você está sendo reivindicado por tudo e por todos. Particularmente em uma crise como a gripe aviária ou o fipronil, é muito pesado.” 

A parte do leão 

Graças à sua esposa Marga (55), Eric consegue ser não apenas um presidente de departamento, mas também um criador de galinhas poedeiras. “Por causa da Presidência, tenho estado longe de casa nos últimos sete anos. Marga faz a maior parte do trabalho. Temos essa granja juntos, mas a Marga é a diretora da nossa empresa.” O fato de todos os nossos três filhos estarem um pouco mais velhos também torna tudo um pouco mais fácil. O mais novo tem 21 anos e está estudando ciência animal em Wageningen. Esse pode ser o sucessor, mas por enquanto Marga e Eric continuarão a frente de seus negócios. 

Bem pensado 

Até abril de 2019, a família Hubers tinha cinco aviários com 125.000 galinhas poedeiras. Por terem recebido uma licença mais ampla em 2018, eles podem chegar a 135.000 galinhas. Para isso, dois aviários foram demolidos e substituídos por um grande. Isso cria espaço para 70.000 galinhas caipiras e 65.000 aves caipiras. Para os cinco aviários mais antigos - dois dos quais já foram demolidos - Eric optou pelo sistema RED-L na época. "Vinte anos atrás, fui ver Lammy e Roelof Pol, os inventores do RED-L. Eu pensei: 'Eles se dedicaram muito a esse sistema.' Era tudo muito novo na época, mas imediatamente tive confiança e acreditei que problemas inicias seriam solucionados.” 

Como na natureza 

A propósito, não foi tão ruim com esses problemas iniciais. No entanto, foi necessário aprender exatamente como as galinhas se comportam neste sistema aviário. Por exemplo, eles prenderam as galinhas nesse sistema com redes e tela de arame para que não pudessem chegar ao chão, mas isso não foi necessário. Eric: "Estávamos acostumados com a restrição advinda dos sistemas de gaiolas. Ficamos imaginando se as galinhas fariam o que deviam fazer se estivessem no chão. Agora só as prendemos no início, para que não entrem embaixo do sistema no solo.” 

O que nos impressionou imediatamente foi que as galinhas podem se mover com segurança e facilidade pelo sistema. Em um sistema de fileiras, os animais se movem verticalmente de nível a nível, mas no RED-L eles saltam direto de camada em camada sem muito esforço como fazem na natureza. "No fim das contas, as galinhas, em particular, beneficiam-se disso. Recentemente, as últimas galinhas foram deixadas com 97 semanas de idade. Para esses animais menos vivazes é bom poder pular facilmente de um nível para outro.” 

Grande distância do solo 

Eric também menciona como vantagem o RED-L ser um sistema de portal com poucos postes. “Poucos postes exigem um grande vão, e isso só é possível se você usar uma estrutura pesada. Vemos, portanto, uma estrutura pesada que dura muito tempo. Mas poucos postes significam acima de tudo uma grande distância do solo: o frango pode andar razoavelmente livremente no solo de um lado a outro do aviário, enquanto é fácil para nós limpá-lo.” Eric tem bom acesso a tudo e também gosta da visão geral que o RED-L oferece: “A estrutura do sistema facilita o controle do bando. Primeiro eu vejo o andar de cima e depois vejo tudo do chão; depois disso eu vi claramente tudo que precisava." 

Q-Perch 

Eric está satisfeito com o sistema RED-L do Vencomatic Group. No entanto, não era totalmente certo que o RED-L se tornaria mais uma vez o sistema para o novo aviário grande que substitui os dois mais antigos. “Durante a construção do nosso novo aviário, mais uma vez comecei a pensar nos sistemas aviários do mercado. Existem bons outros sistemas disponíveis de fornecedores neerlandeses. Mas no final optei pelo RED-L novamente; as boas experiências com o sistema em meus aviários foram o fator decisivo. Além disso, a última geração do RED-L também pode ser equipada com o Q-Perch, o poleiro em forma de cogumelo com um fio na parte inferior nos dois lados que paralisa os piolhos. 

Sob gestão própria 

A família Hubers está construindo a última geração de RED-L sob sua própria gestão em seu novo aviário. Eric: "Nós mesmos fazemos isso, mas também temos o apoio do Vencomatic Group. Há coordenação provisória, consulta sobre o projeto e possíveis ajustes.” Eric também acha que é lógico que a colaboração esteja indo tão bem porque ele e o Vencomatic Group se conhecem há vinte anos. “Seguido vejo que técnicos especialistas já estão trabalhando no campo. Sim, eles sabem exatamente do que estão falando, e é por isso que as coisas estão correndo bem com a instalação do RED-L em nosso novo aviário: em consulta com Vencomatic Group, do nosso jeito." 

Contate-me Ou encontre um distribuidor

Picture of Edwin Vlems

Publicado por

Edwin Vlems
Edwin Vlems é o Diretor de Marketing do Vencomatic Group.

Cresça seu negócio com
o menor impacto ambiental

Duas coisas que todos amam.